fbpx

Luxação Patelar

  • 2020 jun 24

A Luxação Patelar ocorre devido a falha na relação entre o sulco troclear femoral e a patela – geralmente congênita, acomete mais raças de pequeno porte.

Essa alteração na articulação do joelho está muitas vezes associada ao deslocamento medial do quadríceps femoral; arrasamento do sulco troclear; deformidades tibiais e instabilidades na rotação deste joelho.

luxacao-patela-em-c-achorro-1

A luxação patelar é classificada em graus:

I a IV – que variam de luxações manuais da patela até o seu permanecimento de forma luxada e predispondo às outras alterações, já citadas, dos tecidos envolvidos nesta articulação.

O diagnóstico é feito com testes clínicos e raio – x.

Já o tratamento pode ser conservador, como a fisioterapia: fortalecendo principalmente quadríceps femoral corrigindo manualmente o posicionamento patelar (possível nos graus I e II); reduzindo/ retardando processos inflamatórios, álgicos e de degeneração articular; bem como a redução do peso do paciente quando necessário.

Copy-of-o-que-é-fisioterapia-animal_-4

Através de modalidades fisioterapêuticas como: laserterapia; magnetoterapia; eletroterapia; cinesioterapia; hidroterapia; alongamento; massoterapia; liberação miofascial; e termoterapia pode-se obter os resultados acima descritos.

O tratamento cirúrgico é indicado em casos de pacientes jovens e/ ou com graus de luxação patelar III e IV – quando a patela está permanentemente deslocada prejudicando os tecidos envolvidos.

Mesmo assim, o tratamento fisioterapêutico é indicado já no pós operatório imediato: reduzindo inflamação e dor; promovendo uma recuperação mais rápida do paciente e sua qualidade de vida!

 

Raíssa FalcãoDra. Raíssa Falcão – CRMV 43068

Médica Veterinária especialista em Fisioterapia e Reabilitação Animal

Fisioterapeuta Veterinária da

Santé Vie Vet

 

compartilhe:
keyboard_arrow_up