fbpx

Displasia Coxofemoral

  • 2020 Maio 28

Com certeza vocês já ouviram falar sobre displasia em pets.

Hoje vamos explicar um pouco essa patologia que é muito diagnosticada na clínica veterinária.

A Displasia Coxofemoral é uma doença que pode estar presente em muitas raças, sendo mais encontrada em raças de grande porte, como Pastor Alemão, Golden Retriever, Labrador Retriever, Rottweiler, entre outros. Um dos fatores que sabemos sobre o desenvolvimento desta patologia, é que ela acontece por conta do crescimento anormal da parte óssea em relação a estrutura muscular do membro, causando uma instabilidade da mesma e consequentemente um quadro de osteoartrose a longo e médio prazo; mas não é somente essa causa que sabemos, existem muitas outras que influenciam, como a genética do pet, a obesidade e o ambiente em ele que vive.

Normalmente esse pet apresenta dor no exame físico, principalmente na palpação e manuseio da articulação apresentando crepitação, claudicação e/ou andar rígido ou bambo. Para termos um diagnóstico conclusivo é necessário exame por imagem (raio x), que é observado uma serie de anormalidades, como achatamento da cabeça femoral, arrasamento do acetábulo, espaçamento do colo femoral e remodelagem da articulação.

Cocker Spaniel com Displasia Coxofemoral            Labrador com Displasia 2

No tratamento clínico é indicado anti-inflamatórios, analgésicos e esse paciente deve ser indicado para o tratamento fisioterápico, com o objetivo de evitar que essa instabilidade piore e evolua para uma luxação articular. Como tratamento fisioterápico é indicado a retirada da dor, fortalecimento muscular, mas é importante passar por uma avaliação com especialista, que irá indicar o melhor tratamento para o seu pet.

Giovanna SilvaDra. Giovanna Silva – CRMV 34.364

Médica Veterinária especializada em Fisioterapia e Acupuntura Animal

Fisioterapeuta Veterinária da

Santé Vie Vet

keyboard_arrow_up